terça-feira, agosto 26, 2014

MEMÓRIA...


A Memória é imenso lago que nos devolve o rosto
Transfigurado como a pedra
Depois das casas morrerem...

Itinerário de cinza
A despenhar-se
Por dentro...

Garganta apinhada e celeiro talvez
A explodir em pio de ave
Ou fissura por onde
O fogo arde
Ainda...

Manuel Veiga




...............................................................................................................................................

Uns breves dias mais de ausência
e poderei retomar a visita aos meus blogs de estimação...

Saudades dessa agradável partilha!

Beijos e Abraços

segunda-feira, agosto 18, 2014

"POEMAS CATIVOS" - Rumo ao Norte...


Escreveu o poeta Eufrázio Filipe, meu Amigo e meu irmão, 
a propósito do meu livrinho "Poemas Cativos".

Um privilégio raro, vindo de quem vem...
E de que lhe estou grato!



Chegou a ocasião de 
os "Poemas Cativos" rumarem ao Norte!...





domingo, agosto 17, 2014

POSTAL DE FÉRIAS ... "FEVER" - Take two!



Furtivo bailado
Na canícula
Como se fora
Aquele ostensivo seio
Retesado
Porém suspenso
Como figo
Na boca que há-de
Colhê-lo...

Ou ardência Verão
Na pele
A acicatar
O lume...

E o cume...

E o corpo distendido fosse
Apenas a passagem
Ou vórtice
A desenhar
O vértice
De fogo
Assim
Explícito...

(Língua e palato
Ainda...)

Ou a breve brisa
A soletrar
A inocência
E a graça do nome
No azul pagão
Da tarde...

Ou quimera de areia...
Ou uma miragem calcinada...

Ou fantasia
De poeta surfando a onda
Em que incauto
Se despenha...

“FEVER”!...

Manuel Veiga




quinta-feira, agosto 07, 2014

Febre ... de Verão!...





ATÉ BREVE... BEIJOS E ABRAÇOS!

quarta-feira, agosto 06, 2014

terça-feira, agosto 05, 2014

NOTÍCIAS DE BABILÓNIA LVI


Em Babilónia tombou um Ídolo. Em seu lugar erguem-se Titereiros e Flibusteiros.

Que vivem para além do Bem e do Mal - o que ontem era Mau, é hoje Bom...

Os babilónicos exultam com o Milagre. E aprestam-se a estender o braço para a transfusão – que lhe dizem não irá doer...

Hammurabi, o legislador, foi a banhos. E o Ídolo tombado espera a Metamorfose. E Hora – que hão-de chegar...
......................................................................................................
E um velho filósofo mal-humorado e fecundo: “Babilónicos, libertem-se das grilhetas: “não existem factos morais” – apenas “imaginações.

- “E interesses!...” – responde-lhe o seu eco...



domingo, agosto 03, 2014

TÚNEIS DE ÓDIO E LAMA...


O grito preso na garganta
E a criança nos braços. Morta. Como lâmina.
Túneis de ódio e lama...

E o grande Espectáculo
Da Guerra. E o mortífero Esplendor.
E a banalização da Tragédia
A escorrer da Pantalha.

E a indignada revolta. Assumida.
E o Horror até à Náusea. E o suspiro desmaiado.
Nas asas do esquecimento. Breve que venha.
Pois incomoda. E tanto.

Do Extermínio que ora se incendeia
Não o Crime, nem Castigo que seja.
Pois que apenas medida. Doseada.
Desta Justiça fingida.
E dos falsários da Hora.

As vítimas são a lepra. E os carrascos
A mão que embala...

Como libertar este cerco? E esta raiva?
E soltar este grito? Que de tão vivo se fez Martírio.
E sangue consagrado.

Manuel Veiga